sexta-feira, 6 de maio de 2011

Por que escrevo?


Faz alguns dias que estou a questionar-me:

Para quem escrevo? 
Para mim? Para ti?
Para engrandecer o meu ego?
Por que não tenho mais por onde deixar sair o que me vai no peito?
Ou será mero capricho, exercício de mente (in) sana.

Para provar a mim mesma, ao mundo, e a ti, 
que tenho talento? 

[Ou não]
Talvez eu seja uma fraude, que se limita a juntar palavras,
Sem nexo, sem sentido, sem conteúdo.




Pergunto-me, o que escrevo:
Será invenção baseada no que leio?
Será inspiração soprada pelos deuses?
Será imaginação alimentada pelos anjos?
Ou será mera ilusão, apenas teatro?

Junto letras, nascem poemas.[Simples assim?]

Responde-me tu, que me lês, se o souberes, 
se o quiseres.
Mas não grites.
Segreda-me, baixinho, ao pé do ouvido, feito confissão.

Quem sabe, assim, eu recupere a razão...



(Jornalista, Ativista pela Paz e Meio Ambiente, Escritora e Poeta,
 também uma linda amiga)

4 comentários:

Anônimo disse...

Lindo, lindo. Beijos

Non Nattus Júnior disse...

Olá Co Herdeira ,Adriana.
Sei que vc escreve para através deste seu talento,podemos conhecer alguém tão ímpar. Acompanhar seus escritos é conhecer uma personalidade forte e convicta de quem é e o que quer na vida. Personalidade, que pode ser forte e até certo ponto assutadora pela força de suas opiniões. Esta sua sinceridade também produz uma profunda admiração que aprendi a ter por sua pessoa.

Deus na beleza de sua santidade te abençõe grandiosamente.

***Adriana Rocha*** disse...

Obrigada Junior fico muito feliz com os seus comentários

***Adriana Rocha*** disse...

Obrigada meu bem,me vi nesse texto.

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More

 
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | Walgreens Printable Coupons