sexta-feira, 6 de maio de 2011

Por que escrevo?


Faz alguns dias que estou a questionar-me:

Para quem escrevo? 
Para mim? Para ti?
Para engrandecer o meu ego?
Por que não tenho mais por onde deixar sair o que me vai no peito?
Ou será mero capricho, exercício de mente (in) sana.

Para provar a mim mesma, ao mundo, e a ti, 
que tenho talento? 

[Ou não]
Talvez eu seja uma fraude, que se limita a juntar palavras,
Sem nexo, sem sentido, sem conteúdo.




Pergunto-me, o que escrevo:
Será invenção baseada no que leio?
Será inspiração soprada pelos deuses?
Será imaginação alimentada pelos anjos?
Ou será mera ilusão, apenas teatro?

Junto letras, nascem poemas.[Simples assim?]

Responde-me tu, que me lês, se o souberes, 
se o quiseres.
Mas não grites.
Segreda-me, baixinho, ao pé do ouvido, feito confissão.

Quem sabe, assim, eu recupere a razão...



(Jornalista, Ativista pela Paz e Meio Ambiente, Escritora e Poeta,
 também uma linda amiga)

4 comentários:

Cláudio Nunes Horácio disse...

Lindo, lindo. Beijos

Non Nattus Júnior disse...

Olá Co Herdeira ,Adriana.
Sei que vc escreve para através deste seu talento,podemos conhecer alguém tão ímpar. Acompanhar seus escritos é conhecer uma personalidade forte e convicta de quem é e o que quer na vida. Personalidade, que pode ser forte e até certo ponto assutadora pela força de suas opiniões. Esta sua sinceridade também produz uma profunda admiração que aprendi a ter por sua pessoa.

Deus na beleza de sua santidade te abençõe grandiosamente.

***Adriana Rocha*** disse...

Obrigada Junior fico muito feliz com os seus comentários

***Adriana Rocha*** disse...

Obrigada meu bem,me vi nesse texto.

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More

 
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | Walgreens Printable Coupons