segunda-feira, 11 de abril de 2011

Desapareça cresça e apareça.




Quem disse que algum dia eu quis aparecer?
 Equivocam-se os que pensam que um dia eu quis aparecer, se hoje tenho o carinho e o respeito de muitos é porque nasci no dia da sorte, pois nada sou, até no tamanho fiquei reduzida.
Escrevo para pessoas que nunca me viu, mas que me ama e nem imaginam a chata, que está escondida atrás do computador, gostam das minhas frases dos meus poemas de como defendo minha fé.
Outras me detestam por ter coragem de falar, deles me escondo nas asas do Altíssimo, mas não paro de falar, realmente nasci para falar.
Não sou santa, e eu nenhuma pretensão tenho de ser, (Meu Senhor é), estou bem confortável esse meu corpo pecador, cheio de desejos e defeitos, são eles que me colocam diante da graça de Deus.
Nunca quis aparecer... Desaparecer, um milhão de vezes, e em algumas horas eu ainda quero.
Quero que minha imagem desapareça cada vez que eu ajudar alguém, não precisa ter um rosto para isso, apenas a mãos, mãos que se calam depois da caridade.
Não preciso de um muito obrigado, o que eu preciso, é da oportunidade de praticar a bondade a justiça e o amor ao próximo, para que eu cresça e despareça.

Em nome de Jesus

6 comentários:

Paulinha disse...

Amiga Adriana,

Adorei este texto..

Realmente..a primeira impressão que uma pessoa tem da outra, quando esta outra é querida..escreve..dialoga..e defende as tuas opiniões..é que esta quer se aparecer.

Mas na verdade, tudo isto nos leva mais ao crescimento...

Mas é isto..somos o que podemos ser, e fazemos o que podemos fazer...o aparecer, o crescer ou desaparecer...deixe isto nas mãos de quem nos vê!

Beijos.

***Adriana Rocha*** disse...

Isso Paulinha agradar o coração do Senhor é o mais importante aparecendo ou desaparecendo... O que não pode deixar de aparecer são amigos que conquistamos na nossa peregrinação. Obrigada pela visita linda...

Wagner disse...

Oí Adriana
Valeu pela visita no Biblia Sem Mitos.

Gostei da sinceridade e da verdade contida no texto. Prefiro pessoas assim, que se apresentam sem nenhuma fantasia.

Um abraço

RODRIGO PHANARDZIS ANCORA DA LUZ disse...

Graça e paz!

Lidar este desejo de sermos reconhecidos é muito difícil.

Penso que o anseio pelo reconhecimento não é mal, pois faz parte da nossa humanidade e do convívio que temos em grupo.

Todavia, a grande questão é pelo que queremos ser reconhecidos? Pelos que somos ou pelo que fazemos (ou temos)?

Ainda que eu dê 1000 esmolas ou passe todos os meus anos vivendo delas, para Deus só importará quem eu realmente sou.

Andelly Felipe disse...

Gostei da parte que você falou que não precisava aparecer quando ajuda alguém. Realmente. A satisfação implícita em nós tem que ser maior do que o desejo de se mostrar...

***Adriana Rocha*** disse...

E que delicia de satisfação, muito maior quando escondemos o que fazemos...

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More

 
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | Walgreens Printable Coupons